sexta-feira, outubro 20, 2006

Restaurante Casa da Pedra Cavalgada


Imagine-se um local do passado, um corredor de crianças bem-comportadas vestidas com um rigoroso uniforme, onde o Sr. Professor seria o mestre incontornável das maneiras ideais e do rigor a seguir. As paredes deste local transparecem-nos meninices e pequenas
traquinices cheias de risos e burburinhos passados feitos de inocência e de sonhos futuros, impostos pela rudeza de um genitor.

Tudo isto são inspirações de uma antiga escola primária, - transformada em restaurante -, onde fotografias de crianças traquinas surgem nas paredes da sala de jantar.Poderemos assim observar e apreciar o carácter deste local com os olhares rectos destas fotografias que nos fazem lembrar um passado rústico mas orgulhoso.

Este local adaptado a um peculiar restaurante, transmite a qualquer visitante uma sensação de pertença e de afeição muito especial. Mal entramos pela grande portada de pedra - que se assemelha à entrada de um mundo encantado -, deparámos-nos com o pequeno carrinho de bois em miniatura, com os vasos coloridos, com o jardim de ervas aromáticas, ou até com o simples verde do jardim ecléctico em total consonância com o resto do local, que nos evoca momentos ligados aos nossos sentidos mais profundos.O jardim não serve só de ornamentação ao local, serve também de desculpa para que nos dias de Verão, se opte por jantar numa íntima esplanada. Tem-se assim a oportunidade de saborear o jantar ao som de uma lua cheia, ou até talvez à luz de uma noite repleta de romance.Subindo as pequenas escadas de pedra, entramos num local ainda mais interessante a todos os níveis.

A decoração ecléctica e colorida, mas de muito bom gosto, denota a qualidade que nos espera, nas delícias que ali irão ser degustadas.Esperamos na sala rosa - onde a mistura de cadeiras, sofás e espelhos nos faz companhia -, enquanto provamos um bom alvarinho acompanhado de um patê de atum em tosta. Para já tudo muitíssimo interessante…Logo que a mesa está pronta entramos para a segunda sala de jantar, a sala branca, onde o passado se encontra num aperto de mão vigoroso com o presente. As fotografias a sépia, emolduradas e colocadas nas paredes brancas, dão a esta sala um carácter impressionante. Uma homenagem a um antigo professor encontra-se inscrita numa placa ostentada com orgulho numa das paredes. Olha-se e revivem-se momentos que não são nossos, mas que nos tocam com intensidade.

A disposição das mesas está muito bem conseguida, os runners para dois com um ar barroco, juntam-se aos diversos elementos do local em consonância pura. O facto da mesa ter a ornamenta-la um elegante arranjo de flores frescas, demonstra a preocupação pelos pormenores em relação a todo o ambiente do local.

Apresentam-se-nos para degustar algumas entradas, de salientar um queijo chévre gratinado com mel no forno, simplesmente delicioso; e uns peculiares mini-rissóis de camarão, sendo de facto os melhores que tenha comido até hoje.A carta – a condizer com o local -, apresenta-se bastante completa. Dispõe de vários pratos vegetarianos como por exemplo: os trompetes grelhados com arroz selvagem; dispõe de pratos de carne como o tradicional arroz de pato, medalhão grelhado com arroz de três feijões; o peito de frango recheado com queijo de cabra e presunto, acompanhado com uma colorida salada tropical, entre outros.

Nos pratos de peixe existem diversas opções como o polvo assado na brasa com batatas ao murro, um delicioso arroz de tamboril, o bacalhau no forno, entre outros.Denota-se que a carta apresentada tenta manter a tradição – de excelente qualidade -, e alguns pratos com um toque de inovação, também de si muito interessantes. O prato é servido empratado pelo chef.

A carta dos vinhos é bastante satisfatória. Pode-se escolher, mas poderão sempre pedir uma ajudinha ao simpático e sorridente Sr. André, proprietário do local.

Ah, e não se esqueçam de perguntar onde fica a casa de banho pois dificilmente a descobrirão, dado que se encontra num local muito peculiar…

Contactos:

Telefone: 253626596
Morada: Largo do Assento, 4700-675 Braga - (Palmeira)
e-mail: pcavalgada@bragatel.pt
Horário: almoço das 12.00 h às 15.00 h e jantar das 19.00 h às 22.30 h

Dia de encerramento: terça-feira

1 comentário:

Maria Cunha disse...

http://www.thefiverooms.com/ the hotel